21 de fev de 2014

A ARTE DE MAX ERNST

MAX ERNST



Max Ernst, Nasceu em Bruhl, Alemanha e, 02 de Abril de 1891. Ernst estudou filosofia, mas abandonou os estudos para se dedicar a pintura, um talento que ele desenvolveu copiando paisagens de Van Gogh.

Max Ernst - Feast of the God, 1948

Em 1912, Ernst apresentou sua primeira mostra de arte chamada Sounderbund, na galeria Feldman, colônia, sua cidade natal. Apesar de ter lutado na Primeira Guerra Mundial, nunca deixou de pintar. Ernst junto com Hans Arp, fundou em 1919 o grupo Dada (dadaísmo) que tinha a proposta de destruir todos os valores estéticos vigente da época, uma reação contra uma sociedade moralmente destruída pela guerra.

Max Ernst - The Clothing of the Bride, detail, 1940


1921, Ernst realizou sua primeira exposição em Paris na Galerie au Sans Pareil. Em 1922 mudou-se para Paris e juntou-se ao grupo surrealista ao lado de artistas como, Gala, Paul Éluard, André Breton e Tristan Tzara. Max Ernst foi um artista bem versátil, publicou livros de poesia ilustrados e, em 1929, fez a colagem “A Mulher de 100 Cabeças” (La Femme 100 Têtes) , um ícone do surrealismo. Em 1930 interpretou um papel no filme “A Idade do Ouro”.

Max Ernst - Oedipus Rex, 1922 

A premissa máxima do surrealismo era que uma obra de arte deveria vir de um estado de sonho, de inconsciente, expressando subjetivismo. Max Ernst foi brilhante ao unir de forma irracional os símbolos que expressaram o seu subjetivismo.  Há quem diga que, Salvador Dali foi o maior dos surrealistas, talvez o mais exuberante. Outros preferem o humor do surrealismo de Magritte. Mas foi o surrealista Max Ernst quem levou o surrealismo aos seus limites ao criar uma vasta obra pictórica e gráfica. Criou a técnica de pintura da Fronttage e uma obra gráfica baseada na técnica da collage (colagem).

Max Ernst - The Temptation of St. Anthony. 1945 
Como arte é expressão da alma humana e cada um tem uma percepção e ponto de vista, isso será sempre discutível; uma lógica que escorre entre os dedos, assim como uma definição unânime do que seja Arte.

Max Ernst - he Garden of France, 1962 

Fonte:
http://www.guggenheim.org
http://educacao.uol.com.br/biografias/max-ernst.jhtm

VIVA A ARTE!
By Lugouv.

Nenhum comentário:

Postar um comentário