26 de nov de 2012

A ARTE DE LUCAS LENCI

LUCAS LENCI  


Fotógrafo celebra a calma em viagem imagética particular e silenciosa


Fonte: 26 de novembro de 2012 | Cultura |  www.estadao.com.br


SIMONETTA PERSICHETTI - ESPECIAL PARA O 'ESTADO'

A mostra se chama Desaudio e reúne 17 paisagens no sentido mais amplo da palavra. Fotografias de lugares diversos do Brasil e do exterior. Paisagens pelas quais Lucas Lenci passou e registrou. Imagens que remontam há sete anos e chegam até hoje. Um fio condutor as liga: o silêncio.



"Na verdade, são lugares que eu inventei por meio da foto, a celebração do estar sozinho, do silêncio e da calma", nos diz em entrevista por telefone. E não é pouca coisa. Num momento em que muitas imagens para serem vistas precisam gritar, Lucas vai na direção oposta. Descaracteriza os lugares fotografados, cria a própria expressão: "Mergulhei nos meus registros por seis meses, até achar uma linha de coerência imagética entre elas". Nesta empreitada recebeu o apoio do amigo e também sócio Cássio Vasconcellos, que o auxiliou a entender sua produção.


"Ajudei o Lucas a encontrar o que havia em comum dentro de um universo de imagens, a detectar a história que ele queria contar. A exposição Desaudio tem uma unidade, que é o olhar do fotógrafo que flagrou essas paisagens, e não o lugar ou a época em que as fotos foram feitas", explica Cássio, que é também o curador do evento.

Esta é a primeira individual de Lucas, embora ele esteja inserido neste mercado há dez anos. Mais até, porque o mundo da imagem faz parte da sua vida desde sempre. Ele é neto de Peter Scheier, fotógrafo alemão que chegou ao Brasil em 1939 e aqui ficou até 1975, deixando todo seu arquivo no Brasil. Na época em que aqui viveu, ele trabalhou para a rotogravura do jornal Estado, para a revista O Cruzeiro e o Masp, entre outros. No caso de Lucas, essa influência foi vital na sua opção profissional. Mas ele não atuou somente como fotógrafo, também trabalhou como produtor e editor de arte e há dois
anos abriu, com o também fotógrafo Cássio Vasconcellos e André Andrade, a galeria Fotospot.

Foto: Divulgação
A ideia de se colocar em campo e produzir sua mostra nasceu da admiração pelo trabalho de alguns ícones de sua arte. "Foi me dando uma grande vontade de encontrar minha linguagem e saber qual a minha voz neste contexto. De que forma ela está representada, além de identificar minha marca e linguagem."

Foto: Divulgação
Os registros escolhidos após essa reflexão dão ênfase a imagens de lugares vazios, em que a presença humana é apenas sugerida, fugidia. "O humano está inserido e é sempre bem-vindo, mas não é ele a minha prioridade." Uma viagem imagética particular e silenciosa: "As fotografias de Lucas são equilibradas e harmônicas na composição. Espaços quase desertos, com poucas pessoas e muito horizonte. Ao contrário do dia a dia caótico da cidade, não há conflito nas imagens, o que para os paulistanos é um alívio", reflete o curador.

DESAUDIO
Fauna Galeria. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 470,São Paulo - Fone 3668-6572.
3ª a 6ª, 14 h/ 19 h; sáb. 11 h/ 17 h. Grátis.
Abe rtura nesta terça-feira, 27, 19 h. - Até 9/2.



Viva a Arte!                       By Lugouv.

Nenhum comentário:

Postar um comentário