13 de jan de 2012

ARTE EM LETRAS - SIDNEI LUGOUV

Arte em letras

Foto: Sidnei Lugouv (Arte em letras I) - 2012

O sonho

Sonhe com aquilo que você quer ser,
porque você possui apenas uma vida
e nela só se tem uma chance
de fazer aquilo que quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes não tem as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades
que aparecem em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância das pessoas que passaram por suas vidas.
Clarice Lispector


Foto: Sidnei Lugouv (Arte em letras II) - 2012

Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradável de ignorar a vida. A música embala, as artes visuais animam, as artes vivas (como a dança e a arte de representar) entretêm. A primeira, porém, afasta-se da vida por fazer dela um sono; as segundas, contudo, não se afastam da vida - umas porque usam de fórmulas visíveis e portanto vitais, outras porque vivem da mesma vida humana. Não é o caso da literatura. Essa simula a vida. Um romance é uma história do que nunca foi e um drama é um romance dado sem narrativa. Um poema é a expressão de ideias ou de sentimentos em linguagem que ninguém emprega, pois que ninguém fala em verso.

Fernando Pessoa

Foto: Sidnei Lugouv (Arte em letras III) - 2012

"Tem gente que é só passar pela gente que a gente fica contente. Tem gente que sente o que a gente sente e passa isto docemente. Tem gente que vive como a gente vive, tem gente que fala e nos olha na face, tem gente que cala e nos faz olhar. Toda essa gente que convive com a gente, leva da gente o que a gente teme passa a ser gente dentro da gente. Um pedaço da gente em outro alguém."
Fernando Sabino


Foto: Sidnei Lugouv (Arte em letras IV) - 2012


BONS AMIGOS

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.

Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.

Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.

Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.

Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,

Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!
Machado de Assis


Foto: Sidnei Lugouv (Arte em letras V) - 2012

Fotos: Passagem Subterrânea Consolação - Sidnei Lugouv.

A galeria da Consolação é uma passagem subterrânea para pedestres, construída em 1970 com o objetivo facilitar a travessia na Rua da Consolação. O local é um dos pontos de maior movimento, pois fica próximo a bares, cinemas, boates e restaurantes. Na época, foi um projeto inusitado, e atualmente passam por ela milhares de cidadãos todos os dias.

Em 1989, passou por uma reforma e revitalização urbanística, sob a responsabilidade do arquiteto Nadir Mezerani, seu idealizador e responsável por sua construção. Hoje, o espaço é dividido com um "sebo" coletivo (Associação Via Libris de Livreiros) - venda de livros usados, muito popular na região, que, em parceria com a Subprefeitura da Sé, cuida do local e organiza os eventos e exposições.


Localização: Passagem subterrânea da Rua da Consolação(esquina com Avenida Paulista).        

         
Viva a Arte!

By Lugouv.

Nenhum comentário:

Postar um comentário