24 de out de 2011

DESPEDIDA



A vida me ensinou a dizer adeus às pessoas que amo, sem tirá-las do meu coração.

Charles Chaplin



Foto: (Entre o Céu e a Terra) Sidnei Lugouv - Avenida Paulista - São Paulo/SP - Brasil

Sorrir às pessoas que não gostam de mim, para mostrá-las que sou diferente do que elas pensam,
calar-me para ouvir, aprender com meus erros,

afinal, eu posso ser sempre melhor!
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade,
Para que eu possa acreditar que tudo vai mudar,a abrir minhas janelas para o amor.

E não temer o futuro, A lutar contra as injustiças.

Sorrir quando o que mais desejo é gritar todas as minhas dores para o mundo.
Fazer de conta que tudo está bem quando isso não é verdade.

Para que eu possa acreditar que tudo vai mudar.



Quase nada

Zeca Baleiro

De você sei quase nada
Pra onde vai ou porque veio
Nem mesmo sei
Qual é a parte da tua estrada
No meu caminho
Será um atalho
Ou um desvio
Um rio raso
Um passo em falso
Um prato fundo
Pra toda fome
Que há no mundo
Noite alta que revele
Um passeio pela pele
Dia claro madrugada
De nós dois não sei mais nada
De você sei quase nada
Pra onde vai ou porque veio
Nem mesmo sei
Qual é a parte da tua estrada
No meu caminho
Será um atalho
Ou um desvio
Um rio raso
Um passo em falso
Um prato fundo
Pra toda fome
Que há no mundo
Se tudo passa como se explica
O amor que fica nessa parada
Amor que chega sem dar aviso
Não é preciso saber mais nada.



Viva a Arte!
By Lugouv;

Nenhum comentário:

Postar um comentário